quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

BULIMIA











Oi

Ontem fui a uma consulta de nutricionismo, o médico não quer que faça dieta, quer sim que aprenda a comer com todos os talheres, ou seja fazer refeições completas, sentada, sem pressas, saboreando a comida bem devagar.

A verdade nua e crua é que que sou bulimica.

Já me tinha dito antes e não o tinha levado muito a sério. Mas reconheço publicamente que estava a precisar de ajuda.


Vou começar a postar aqui os meus menus, só para ter uma referência e depois mostrar a ele que vou cumprir direitinho.
Quer que faça uma consulta urgente com um psiquiatra para falar sobre isto, mudar a minha medicação, sobre os meus problemas de sono e para me tentar organizar emocionalmente, não só face à alimentação mas tb. a outras coisinhas.

Neste momento devem estar a achar que eu tenho ataques de gula e que provoco o vómito logo a seguir. Não, isso não faço!!! Uso sim outros métodos para compensar a a ingestão desmedida de alimentos (ocasionalmente) sem ter fome alguma.
Que isto sirva de alerta, se por acaso se conseguirem rever neste perfil peçam ajuda clínica.

Deixo aqui alguns textos que tirei da net sobre o assunto:

BULIMIA

Tipo purgativo:- a pessoa envolve-se regularmente na auto indução ao vómito ou recorre ao uso de laxantes.

Tipo não purgativo:- a pessoa não recorre ao uso de laxantes nem ao vómito, diuréticos... Mas em compensação recorre a outros comprtamentos como o excesso de exercício físico ou jejuns.

Pouco se conhece a respeito das causas da Bulimia Nervosa. Possivelmente aspectos sócio-culturais, psicológicos, individuais e familiares, neuroquímicos e genéticos, sejam algumas das causas desta doença.

A influência cultural tem um peso bastante grande na sociedade, o corpo magro é encarado como símbolo de beleza, poder, autocontrole e modernidade. Assim, a busca pelo corpo perfeito tem-se manifestado em três áreas: nutrição/dieta, actividade física e cirurgia plástica. Distúrbio no seio familiar, eventos stressantes relacionados com a sexualidade e formação da identidade pessoal são apontados como factores desencadeantes da bulimia.


ln: http://habitosalimentares.blogs.sapo.pt/2260.html


A bulimia é um distúrbio psicológico e que provoca uma fome compulsiva, levando a pessoa a consumir grandes quantidades de alimento em um curto período de tempo.

O que chama a atenção em pessoas com esta doença é pelo fato de às vezes possuírem belos corpos, ou seja, não são pessoas magras, são pessoas de corpos "esculturais" e que para não ganharem peso provocam o vómito, toma laxantes e diuréticos ou fazem exercícios de forma abusiva.

A grande diferença de uma pessoa com anorexia e um bulímico é que o anoréxico é obcecado em manter a sua forma actual - ficar magro, chegando em pontos de desnutrição, enquanto o bulímico possui peso normal e faz dietas e/ou usam diuréticos com medo de engordar.

Os principais sintomas de uma pessoa com bulimia são:

Ingestão exagerada de alimentos em um curto espaço de tempo;
Vómitos auto-induzidos;
Dietas rigorosas;
Distúrbio depressivos, ansiedade, comportamento obsessivo.
A vida de um bulímico gira em torno de um ciclo vicioso, pois ele faz uma dieta rigorosa e um pouco depois inicia a compulsão de comer. As causas são a ênfase para a predisposição genética, pressão familiar, valorização do corpo magro como ideal de beleza.

Existe tratamento?

Sim, o tratamento é feito por uma equipe especializada, composta por psicólogo, nutricionista e médico. De início não é fácil a diagnosticação da doença porque os sintomas não são tão claros e não existem métodos eficazes para prevenir esta doença.

Por Thiago Ribeiro
Equipe BrasilEscola.com

Fonte: Site Doutor Dráuzio Varella

ln: http://www.brasilescola.com/doencas/bulimia.htm

De que forma as bulímicas procuram manter seu peso?

Através do vómito induzido e do abuso de purgantes, períodos alternados de inanição, uso de drogas como anorexígenos, harmónios tireoidianos ou diuréticos. Realizam esquemas rígidos de dieta e jejuns alimentares e frequentam com exagerada assiduidade academias de ginástica.

ln:http://www.emedix.com.br/com/distal/psi015_1g_bulimia.php#texto5


O que é a bulimia nervosa?

Vítimas de bulimia nervosa também costumam ter uma auto-imagem negativa, além de sofrer de depressão e outros problemas psicológicos. Também têm um grande medo de se tornarem gordas. Entretanto, as pessoas com bulimia lidam com o medo de uma forma um pouco diferente. Ao invés de se não se alimentarem, comem em excesso e, então, tentam eliminar o alimento para fora dos seus corpos, também com o uso de medicamentos, como laxantes e diuréticos, ou pela estimulação do vómito.

Para receber o diagnóstico de bulimia, a pessoa tem que ter episódios de descontrole alimentar extremo, seguidos por qualquer forma de tentativa de eliminação do alimento, em média, duas vezes por semana, por pelo menos três meses.

O descontrole alimentar significa comer um bolo inteiro além de um pote grande de sorvete, em poucas horas. Isto, em geral, se segue de muita culpa ou remorso e de alguma forma de eliminação das calorias e, assim, evitar o ganho de peso.

Tal como a anorexia, a bulimia pode começar depois de uma dieta. Entretanto, a pessoa com bulimia desenvolve uma forte “fissura” pelas comidas “proibidas” e quando começa a come-las, não consegue parar. Assim é o início da compulsão alimentar.

Os excessos alimentares e a eliminação constante do que foi ingerido são sinais de que a pessoa realmente perdeu o controle dos seus hábitos alimentares.

Comparando com a anorexia, é mais difícil perceber que alguém sofre de bulimia porque o peso costuma estar próximo do normal.

A pessoa com bulimia, em geral, tem uma personalidade mais extrovertida e mais adaptável socialmente. Mas também sofre de baixa auto-estima e isso leva a um desejo por perfeição. Não alcançar a perfeição continua o ciclo de baixa auto-estima que reforça o transtorno alimentar.

Entretanto, existe uma grande diferença entre os dois transtornos. Os que sofrem de bulimia, com frequência, se dão conta de que o comportamento é anormal e mesmo perigoso.

ln:http://tiojuliao.diabetes.org.br/Ana_Lyse/Dicas_psico_sociais/psic08.php


................................................

Devem achar estranho aqui nunca ter referido este assunto, a questão é que eu achava que os meus ataques de gula (antes eram ocasionais) eram MESMO SIMPLES ATAQUES DE GULA.

No entanto, desde Outubro/Novembro, comecei a deixar de ter controle e os episódios sucediam-se mais frequentemente e comecei a exagerar nas dietas restritivas e no ginásio.

Peço desculpa por nunca ter referido isso aqui, foi por vergonha. Reconheço agora que não devo ter vergonha e que devo sim alertar e pedir o vosso apoio. Estou aberta a questões, caso se interessem.

Virei aqui sempre postar os menus de acordo com as indicações do médico, ok???


Beijos grandes e uma óptima quarta.

17 comentários:

Sakura (Ana Sofia) disse...

oi crista,
lamento mt a tua situação! sofri d bulimia purgativa na adolescencia e sei ké algo complicado de gerir! mas acima d kk mdicação ou kk terapia, a cura p exe problema paxa por uma força interior... pls n/ cabeça e pla n/ consciencia.

Bjs e mlhoras

Gostosura disse...

o passo mais difícil ja´foi dado, que é encarar o problema de frente...
e nos ensinou também, eu naõ sabia que havia outros tipos de bulimia.. ficarei mais atenta agora.
beijinhosssss... e conta comigo amiguinha.

Ana Bastos disse...

olá!
penso que não te deves envergonhar. infelizmente é um problema que acontece cada vez mais. e na blogosfera há muitos casos com certeza!
deste o passo certo, procuraste ajuda profissional e assumiste a ti qua padecias desse problema. portanto estás no bom caminho. força. e que fiques bem logo!

bjinhu

gotinha disse...

Olá Crista!!
Não há nada de que ter vergonha, admiro esta tua atitude, procuraste ajuda profissional, estás a encarar o problema e tiveste a coragem de partilhar connosco. Espero de coração que fiques Bem.
Eu não tinha conhecimento de que existiam vários tipos de Bulimia, agora ficarei mais atenta aos meus comportamentos.
Um Beijo e muita Força ;)

Musa disse...

Parabéns pela atitude corajosa, você já é vencedora só de reconhecer e procurar ajuda pelo problema. Pose contar comigo, sim.


Beijinhos e se cuida.

Danielle Balata disse...

Bom.. diante do problema que foi detectado.. agora é buscar apoio de profissionais especializados e com certeza esse quadro vai se reverter.

Beijos

Cindy Grimm disse...

Oi lindona,
Você como sempre uma mulher forte.
Com certeza todos que perdem peso estão propensos a passar por isso, e o medo de engornar novamente?
Mas como todos já disseram, vc procurou ajuda e logo esta super bem de novo.
Muita força de vontade, ajuda dos amigos (mesmo os virtuais) e do médico te fará sair dessa logo.
Beijos

Dona da Asa disse...

Olá Crista,
Vindo aqui te visitar e dizer que achei super corajoso o teu post. Faz com que fiquemos alertas.
Beijos

Dani disse...

Minha linda, passei pra dizer que estou de volta!! Chega de férias!!! Logo colocarei minhas postagens e visitas em dia!!! Beijosssssssss

Destino-Emagrecer disse...

Oi Crista, gostaria de contar contigo para um novo espaço que irei abrir no blog. Vê mais lá no blog...conto contigo!

Obrigado por partilhares este assunto connosco, vais ver que vais ficar livre do problema...
Beijo!

Sayuri disse...

Crista, obrigada pela visita ao meu espaço.
Desejo-te tudo de bom na vida. E muito amor. Vai hoje ao meu blog: acabei de postar um texto que também podes adequar a ti. Procura o tema 'desenvolvimento pessoal' na net.
O primeiro passo é confrontar a realidade. É o mais dificil, e já o ultrapassaste! :)
Bom dia!

Branquinha disse...

Querida Crista, não imaginas o quanto eu compreendo o teu post pk eu estou numa situação parecida. Felizmente acordei há alguns dias e tenho-me portado bem. Penso que fazes bem em ir ao psiquiatra. Eu com as ajudas certas estou a conseguir ultrapassar os ataques e o que advém daí. A resposta está em ti, acredita. Força, estarei sp aqui!

Luna Leve disse...

OI querida, lamento toda a situção. Mas já tinha reparado que talvez 'abusasses' um pouco no exercício físico.

Eu também sofro de bulimia nervosa. Estou para o que precisares.

Vais ultrapassar tudo!!!!!!!!!!!! Com toda a ENERGIA POSITIVA que te caracteriza!
beijo

EA disse...

querida afilhada,que porra essa cena, lembraste de há uns tempos atras eu falar contigo que fazias exercicios a mais ... agora percebo o pq. :(

lamento mto, o q precisares ...dispoe! bjinhos com amor

Juana disse...

Como eu percebo o que relataste!!!!
Também sofro do mesmo mal há cerca 10 anos! Tudo começou com um comentário q gerou uma grave anorexia e a consequente bulimia!
depois de muito lutar, e percorrer médicos tive que enfrentar a dura realidade: estava e era doente!!!
depois do reconhecimento veio a vontade de curar, o que só foi possivel com a ajuda de uma equipa médica, mt apoio familiar e um namorado extraordinário!!!
actualmente estou consciente da minha doença, e vivo com episódios alternados, de bem com a vida ou de forma menos boa, tudo depende dos acontecimentos da vida.
Bem, todo este desabafo, além disso mesmo, ser um desabafo, visa congratular-te pela coragem em assumir, até porque esse é o melhor e único caminho para a cura, ou melhor, para saber lidar com esta maldita doença, pois, infelizmente, ainda não foi descoberta a cura milagrosa e totalmente eficaz, vivemos sempre sujeitas a este terror: medo de engordar!
Resta-nos saber viver com isso da melhor forma possível e ser felizes...o que não é impossível, por isso...FORÇA!! :))

Anónimo disse...

Thanks :)
--
http://www.miriadafilms.ru/ купить кино
для сайта mudandomeucorpo.blogspot.com

Anónimo disse...

Il semble que vous soyez un expert dans ce domaine, vos remarques sont tres interessantes, merci.

- Daniel